Três peças da Companhia do Latão [box especial]


No box "Três peças da Companhia do Latão", a Temporal lança, em edição inédita e especial, as peças: "Os que ficam", "O pão e a pedra" e "Lugar nenhum". As obras são de autoria do dramaturgo Sérgio de Carvalho, em colaboração com o grupo teatral Companhia do Latão, e lançam olhar sobre o Brasil das décadas de 1960, 1970 e 1980, a partir de perspectivas, personagens e episódios distintos

R$ 145

Conheça a obra

Os que ficam


Escrita em 2015, "Os que ficam" apresenta uma reflexão sobre as dificuldades da arte política na atualidade, a partir do retrato de um grupo de artistas que ensaia a peça "Revolução na América do Sul", de Augusto Boal, na década de 1970, período de endurecimento da ditadura civil-militar no Brasil

R$ 52

Conheça a obra

O pão e a pedra


Em 1979, mais de setenta mil trabalhadores ocuparam o estádio de futebol da Vila Euclides, em São Bernardo do Campo, para debater a greve que, entre paralisações e tréguas, durou sessenta dias. Quarenta anos depois, em 2016, a publicação de "O pão e a pedra" traz à cena os principais agentes daquele momento histórico

R$ 60

Conheça a obra

Lugar nenhum


Escrita em 2018, em comemoração aos vinte anos da Companhia do Latão, "Lugar nenhum" é uma peça-ensaio em que são exploradas as contradições e a paralisia de parte da intelectualidade brasileira frente às mudanças históricas que o país então vivia no fim da década de 1960

R$ 48

Conheça a obra

Oduvaldo Vianna Filho

A longa noite de Cristal


Peça nunca publicada de Oduvaldo Vianna Filho, de 1969, apresenta os mecanismos e jogos de interesses do telejornalismo brasileiro com surpreendente atualidade

R$ 45

Conheça a obra

Oduvaldo Vianna Filho

Papa Highirte


Escrito em 1968, Papa Highirte é o trabalho teatral mais significativo sobre o esforço da esquerda perante o autoritarismo, a tortura e a repressão dos anos mais duros do governo militar

R$ 45

Conheça a obra

Oduvaldo Vianna Filho

Rasga coração - edição especial


Última peça de Oduvaldo Vianna Filho, Rasga coração é editada depois de 38 anos, acompanhada da pesquisa que lhe serviu de base

R$ 65

Conheça a obra