- teatro, tradução teatral

"Por que ler dramaturgia?", por Rubens Figueiredo

Pedimos que pesquisadores(as), dramaturgos(as), tradutores(as) e demais envolvidos(as) no universo teatral respondessem a uma pergunta que tanto nos inquieta desde o nascimento da Temporal e que ganha espaço especial, aqui, no Blog da editora: afinal, por que ler dramaturgia? Se o gênero não figura entre os preferidos do público brasileiro, não consta entre as categorias da maioria dos prêmios literários nem é destaque nas livrarias e na imprensa, além de, com frequência, não ser entendido como literatura, por que se interessar por ele? Para inauguras os trabalhos, o convidado a responder à questão é Rubens Figueiredo, consagrado tradutor do par russo-português, que, recentemente, verteu as peças de Tchékhov

- dramaturgia internacional, política, economia, história mundial

O poder de David Hare

A cada início de ano, com frequência, avaliamos eventos do passado com o intuito de pensar o futuro; o que aprendemos com esses acontecimentos e de que forma eles ainda ecoam no presente? É esse o movimento que a jornalista Larissa Linder realiza no primeiro texto de 2022 do Blog da Temporal: uma viagem aos episódios que culminaram na crise dos mercados que marcou, em escala global, o ano de 2008. Especializada em economia, Larissa tanto aborda o texto de David Hare publicado pela Temporal, O poder do sim, quanto o contexto do livro, de maneira jornalística, aproximando-se do teatro documental que marca a produção do autor

- arte, teatro, dramaturgia brasileira

Teatro na pandemia: o eterno retorno

Para encerrar o ano de 2021 em grande estilo, e nos preparar para o ano vindouro com coragem, convidamos para o Blog alguém que muito admiramos, parceira de outros projetos da Temporal: a atriz, dramaturga, roteirista e professora de teatro Dione Carlos. A autora divide conosco e com nossos(as) leitores(as) um breve relato de sua trajetória pelo campo artístico dos últimos dois anos, e comenta seus processos de enfrentamento à realidade política e sanitária brasileira. A partir da prática que realiza, o texto apresenta seu processo de criação frente ao exercício teatral – de que maneira ele se dá e se desdobra; suas reflexões sobre a dramaturgia e o texto em si mesmo – suas referências e elaborações; além de pincelar algumas considerações sobre a cena brasileira no que diz respeito ao protagonismo das narrativas negras.

- literatura alemã, dramaturgia internacional

O desconexo

Botho Strauss, embora já tenha sido publicado no Brasil, por muitas vezes permaneceu incógnito. Por ocasião de seu aniversário, que se comemora em 2 de dezembro, a Temporal pretende esmiuçar a personalidade do autor de "Trilogia do reencontro". O Blog traz, nesta quinzena, o depoimento de Heinz Strunk, organizador alemão responsável por coletar e reunir escritos de Strauss em uma antologia, para a qual escreveu o seguinte texto como posfácio. Neste, é possível identificar interessantes elementos do estilo de Strauss, mas há um alerta: “só é possível conhecer este escritor de fato através de um livro”.

- dramaturgia internacional, história do teatro

Da utopia ao desencanto, e vice-versa

Nossa convidada do mês de novembro é a professora e pesquisadora da UFMG Elen de Medeiros, que nos dá um panorama sobre o mais novo livro de ensaios do crítico Jean-Pierre Sarrazac, “Crítica do teatro I: da utopia ao desencanto”. A seguir, Elen expõe a atualidade dos textos reunidos na edição, que passeiam pela defesa de um fazer teatral crítico e do conceito de público no teatro, além de destacar a relevância e a proximidade com o contexto brasileiro